sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Mãe aborta após descobrir que gerava “bebê sereia"

Foto/Reprodução
A gravidez foi interrompida no sexto mês. O caso foi registrado em Yichang, na China. Uma ultrassonografia feita durante o período de pré-natal indicou que o bebê não tinha pernas, mas um membro que lembrava uma cauda.


De acordo com o Dailymail, o bebê sofre de uma doença rara chamada de Sirenomelia ou disgenesia caudal, patologia que é conhecida como “Síndrome da Sereia”.

Além de fazer com que os membros inferiores se desenvolvessem unidos, dando a impressão de uma causa, o feto apresentava outros problemas, como não ter bexiga e possuir um fígado de tamanho reduzido.

(Portal do Holanda)

Nenhum comentário:

Postar um comentário