sábado, 30 de julho de 2016

Onze são presos por tentar fraudar concurso da PM

Na manhã deste sábado (30) foi realizada uma coletiva de imprensa na Delegacia Geral da Polícia, em Belém, para falar sobre um esquema descoberto em Abaetetuba que visava fraudar o concurso da PM que será realizado no domingo (31).
 
Foto/ Agência Pará
O caso foi denunciado pelo DOL na última quinta-feira (28). Pelas redes sociais, pessoas oferecem um suposto esquema para fraudar o certame. As publicações rodam através das redes sociais e grupos de WhatsApp. Em um grupo do Facebook voltado para candidatos do concurso, um homem ofereceu um convite para quem estava “afim de passar no concurso”.


Ainda na última quinta (30), em outra coletiva de imprensa, o delegado-geral Rilmar Firmino negou a existência de esquema de fraude, o que agora foi confirmado. No esquema, segundo a Polícia Civil, uma das pessoas iria fazer a prova e depois repassaria o gabarito por meio de código de vibrações do celular.

Os responsáveis pelos perfis podem ser indiciados por estelionato. O delegado alertou que quem divulga os perfis também está cometendo crime e disse que ofertas nesse sentido devem ser repassadas à polícia. Em coletiva de imprensa realizada na tarde de ontem, a direção da Fadesp garantiu que não há possibilidade de vazamento da prova e que a instituição está redobrando os cuidados para evitar fraudes eletrônicas.

Até agora, onze pessoas já estão presas, suspeitas de envolvimento no caso.


(DOL)

Nenhum comentário:

Postar um comentário