quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Índio Kayapó rasga liminar que o obriga a desobstruir a BR-163

Documento foi entregue para os indígenas e colonos. Rodovia foi liberada nesta quinta-feira, 25.

A liminar, entregue para os indígenas e colonos, que ocupam um trecho da BR-163, próximo a Novo Progresso, no sudeste do PA, foi rasgada por um indígena da etnia Kayapó nesta quinta-feira (25). A rodovia, que estava bloqueada desde o dia 14 de fevereiro, foi liberada nesta tarde, após a entrega do documento, de acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF).
 
PRF ajudou na desobstrução da rodovia bloqueada desde o dia 14 de fevereiro. (Foto: Divulgação/PRF)
Os indígenas pediam a conclusão da nova Casa de Saúde indígena da aldeia e também a presença de um representante da Funai, uma vez que não há um profissional da instituição no local.
 
Documento foi entregue para lideranças indígenas e dos colonos nesta quinta-feira, 25, às 16h.
(Foto: Divulgação/G1 Santarém)
Segundo o documento, entregue aos indígenas e colonos que ocupam a via, o pedido era pela desobstrução imediata do trecho localizado a 500 metros da BR-163. A pena em caso de descumprimento era de R$ 1.000 por hora, sendo a responsabilidade do líder Kayapó, Paiakan e do representante dos colonos do assentamento Terra Nossa, Raimundo Cardoso, que foram os intimados com a liminar.
G1/PA

Nenhum comentário:

Postar um comentário