segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Guerreiros da etnia Munduruku desmantelam garimpos no oeste do Pará.

Imagem feita em 20 de janeiro deste ano mostra índios da etnia Munduruku apontando lanças para garimpeiro que trabalhava ilegalmente em área do Pará (Foto: Lunae Parracho/Reuters)
Imagens divulgadas pela agência de notícias Reuters mostram índios da etnia Munduruku, que vivem no Pará, em operações próprias para expulsão de garimpeiros ilegais que atuam no território deles.
Guerreiro munduruku observa barraca instalada no meio da floresta por garimpeiros ilegais que trabalhavam dentro da reserva indígena (Foto: Lunae Parracho/Reuters)

De acordo com a agência, obras de infraestrutura realizadas no oeste do Pará, como novas estradas para exportação de soja e milho, além de barragens, tem levado garimpeiros para a região em busca de ouro.



Segundo a reportagem da Reuters, líderes da tribo tentaram pedir o apoio do governo federal para a remoção dos não-indígenas de seu território. Contudo, eles não esperaram a publicação de decisão judicial e decidiram fazer “justiça com as próprias mãos”.

Indígenas observam área desmatada na Amazônia para implantação de garimpo ilegal (Foto: Lunae Parracho/Reuters)
Em janeiro, uma operação que contou com 70 índios munduruku desmantelaram um garimpo com a ajuda de barcos que, segundo os indígenas, foram fornecidos pela Fundação Nacional do Índio (Funai).
As imagens mostram os guerreiros cercando cabanas e alertando quem estava no território deles de forma ilegal. De acordo com a reportagem, a patrulha aconteceu sem deixar feridos.

Equipamentos de mineração foram levados pelos índios. Armados com arcos e flechas, eles alertaram os garimpeiros que ali ninguém deveria explorar minerais.

Do G1, em São Paulo


Nenhum comentário:

Postar um comentário