quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Revista no Centro de Recuperação Regional de Itaituba

Com uma força policial de quatorze homens do Grupo Tático, a operação foi coordenada pelo próprio comandante de Policiamento Regional da PM, coronel Santiago Gibson, e pelo chefe de policiamento, capitão Pedro Sousa. O grupo chegou de surpresa, pela parte de trás da casa penal, e, antes de entrarem, os policiais receberam as últimas orientações.

  
O objetivo era prestar auxílio e garantir a segurança dos agentes prisionais do Sistema Carcerário do Estado e evitar qualquer tipo de contratempo. O grupo também se reuniu para uma oração, em que pediram proteção divina em mais esta ação, que foi planejada em sigilo em uma parceria da Direção da casa penal com a Polícia Militar.

Segundo informes repassados por uma fonte da Secretaria de Segurança Pública, a revista aconteceu simultaneamente em todas as cadeias públicas e presídios do Estado. Depois de tudo organizado, o grupo adentrou o Centro de Recuperação, acompanhado dos agentes prisionais, que haviam recebido todas as orientações necessárias para a ação. Aqui, como já aconteceu em outras ocasiões, a operação resultou na apreensão de uma série de objetos, incluindo facões, facas, estiletes e estoques produzidos com várias peças de metal, até pedaços de colher.

Reforçando a suspeita de que alguns volumes de drogas têm entrado na cadeia, os agentes encontraram cachimbos improvisados para consumo de crack. Também foram encontrados aparelhos celulares e carregadores. O material apreendido foi encaminhado para o plantão da Seccional de Polícia, que deverá encaminhá-lo ao Instituto Médico Legal para que seja periciado. Agora, deverá ser instaurado um procedimento interno para identificar a fonte de todo o material encontrado na revista.

Paralelo a isso, a Polícia Civil também vai instaurar inquérito e chamar os presos das celas onde os materiais foram encontrados para que possam prestar esclarecimentos.

Tapajós em Foco: Mauro Torres

Nenhum comentário:

Postar um comentário