sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Assaltante conhecido como 'Novo' foi recapturado pelo Grupo Tático da PM



 
 Fotos:Lucas Luco
Orismar Santana de Sousa, conhecido por “Novo”, já esteve entre os indivíduos mais procurados pela polícia na região de Itaituba. Ele já teve várias passagens pelos registros policiais pela prática de assaltos à mão armada, furtos e roubo de veículos. O próprio acusado reconhece que a sua vida pregressa o condena, mas insistiu em alegar ‘perseguição’ ao ser apanhado novamente pela polícia.

Fotos: Lucas luco

“Novo” teve a prisão preventiva decretada pela Justiça em novembro do ano passado por furto de veículo. Ele foi preso em uma operação do Grupo Tático Operacional (GTO) da PM e recolhido à cela temporária da Seccional de Polícia, de onde empreendeu fuga na madrugada seguinte. Sobre a fuga, “Novo” insiste que ninguém repassou nenhuma ferramenta para que ele serrasse as grades da cela. “A cela estava aberta e eu fui embora, só isso”, diz o acusado.
Fotos:Lucas Luco

“Basta que a própria população analise o seguinte: desde que esse indivíduo fugiu daqui, o número de furtos, roubo de veículos e assaltos cresceu sobremaneira na cidade. E várias vítimas vieram aqui e o denunciaram. Agora, elas estão vindo gradativamente e reconhecendo o acusado”, disse o escrivão Haroldo Batista Macedo, ao apresentar o documento da Justiça que determina a prisão preventiva de Orismar Santana.


Adicionar legenda
Assalto – Na noite da última quinta-feira (16), uma residência da 22ª Rua do Bom Remédio foi invadida por uma dupla de assaltantes, que rendeu a dona da casa e um filho menor, levando joias e dinheiro. A senhora reconheceu “Novo” como o ‘cabeça’ da dupla. E, no momento da prisão do indivíduo, ela oficializou o reconhecimento diante da Justiça.


A prisão de “Novo” aconteceu na culminância de um trabalho de investigação desenvolvido pelo Serviço Reservado da PM, que reuniu o maior número possível de informações e localizou o indivíduo. A prisão foi efetuada pelo GTO, com a participação de uma guarnição da PM, em uma residência da 17ª Rua do Bom Remédio, onde o indivíduo estava homiziado.

 Junto com “Novo”, estavam outros dois rapazes que a polícia ainda investiga se têm algum envolvimento nos crimes praticados pelo principal acusado. Marciano e Tiago, o segundo alegando ser militar do Exército, foram encaminhados para averiguação. Também estavam na residência quatro crianças. Entre elas, duas filhas de “Novo”, que foram encaminhadas ao Conselho Tutelar para as devidas providências.

Segundo o delegado plantonista Cléber Pascoal Silveira de Oliveira, o caso vai passar Por um novo procedimento, mas sendo dada obediência ao mandado de prisão contra Orismar Santana, que já foi transferido para a Cadeia Pública. “Nós temos convicção, principalmente pelas confissões do indivíduo, de que esse ‘Novo’ é um elemento de alta periculosidade. Foi um trabalho muito criterioso da PM, que culminou com uma resposta à sociedade”, resumiu o delegado.

Parceria: Tv Tapajoara
Texto: mauro Torres (tapajosemfoco.blog) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário