sábado, 7 de dezembro de 2013

Professor é acusado de cometer bullying em Monte Alegre, no PA

Pais se reuniram para pedir a saída do professor da escola. (Foto: Reprodução/TV Tapajós)
Pais de alunos da escola municipal de Nova Altamira, no interior de Monte Alegre, oeste do Pará, acusam um professor de cometer bullying dentro de sala de aula, através de ofensas verbais. Eles se reuniram e pediram à direção da escola a retirada do professor.

A agricultora Francisca dos Santos, mãe de um aluno, afirmou que o professor chegou a chamar as crianças de fedorentas. Uma funcionária da área administrativa da escola procurou a delegacia do município para registrar um boletim de ocorrência, onde acusou o professor de agressão verbal.



 Escola tem 65 alunos. (Foto: Reprodução/TV Tapajós)

"Me senti ofendida por palavras deles, ele sendo um profissional, falar que sou um incompetente porque não assumi a turma dele na segunda-feira e na terça. Muitas das vezes eu assumia, cansei de ficar (...) Aí veio com a maior ignorância falar coisa que não deve. Ele não respeita nem os alunos, nem a professora", disse Nira Abreu dos Santos.

Após tomar conhecimento, a secretária de Educação do município, Nancí Baía, afastou o professor da escola enquanto é aberto um procedimento administrativo.

O professor nega as acusações. "Eu nego tudo, isso é mentira. Se estão acusando alguma coisa isso é mentira, eu não jogo o jogo deles. Sou pago para trabalhar dentro da escola, não para estar fora da escola", afirmou o professor, se referindo às denúncias de que ele teria abandonado a sala de aula para pescar.

A escola de Nova Altamira fica cerca de 30 km de Monte Alegre. Atualmente, 65 alunos, do ensino infantil ao 5º o ano, compõem o quadro discente da escola. Dois professores trabalham pela manhã e tarde, um deles é o professor suspeito de cometer bullyng.


G1/STM c/ informações Josiane Freitas, de Monte Alegre

Nenhum comentário:

Postar um comentário