segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Corpo é encontrado boiando em frente a Estação das Docas, em Belém

Corpo apareceu em frente a Estação das Docas, em
Belém, no último sábado, 28
(Foto: Priscylla Gester/ Arquivo pessoal)
O corpo encontrado na Baia do Guajará, às margens da Estação das Docas, em Belém, na tarde do último sábado (28), foi identificado pela família na noite do último domingo (29). A irmã do homem, Marilia de Carvalho, afirmou que o irmão sofria de esquizofrenia aguda e no laudo consta afogamento como causa da morte.

Ainda de acordo com Marilia, o irmão, Francisco Carolos Gonçalves de Carvalho, de 57 anos, morava na vila Ipiranga, próximo a travessa Djalma Dutra, em Belém, e tomava medicação controlada para a esquizofrenia desde os 15 anos. “De uns anos para cá, ele estava controlado, fazia algumas atividades, tomava os medicamentos e gostava de sair para dar uma volta”.


A irmã explica que no sábado (28), Francisco de Carvalho almoçou, ficou um tempo sentado no pátio da casa e depois saiu para dar uma volta pelo bairro. Por volta de 17h, a família começou a se preocupar com a demora do passeio e começou a ligar para parentes e conhecidos para saber se alguém sabia onde ele estava.
“Nós procuramos em vários lugares, fomos até o Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, mas informaram que não tinha ninguém com as características dele, então continuamos procurando”, conta Marilia.

Segundo Marilia, ela não tinha visto nenhuma notícia sobre o corpo do homem que havia sido encontrado. “Foi uma amiga da minha sobrinha viu em um site na internet que um homem foi encontrado no rio e nos fomos atrás”. Foi quando a família voltou ao CPC Renato Chaves e identificou o corpo do irmão pela roupa.

A família está no CPC aguardando a funerária. O corpo será velado em uma capela de uma funerária particular, próxima a Ponte do Galo, na avenida Pedro Alvares Cabral. O enterro está previsto para as 14h.

Fonte: G1 noticias

Nenhum comentário:

Postar um comentário