segunda-feira, 24 de junho de 2013

Índios Munduruku devem se reunir com governo em julho

Ficou definido, durante reunião ontem (24), que em julho representantes do governo federal e líderes munduruku vão se reunir novamente para discutir o processo de consulta ao índios sobre as pesquisas de aproveitamento hídrico do Rio Tapajós, promovidas pela Eletrobras.


De acordo com a assessoria da empresa, embora os pesquisadores, que foram sequestrados na semana passada,  estivessem relativamente próximos aos limites da Terra Indígena Munduruku, em momento algum os pesquisadores e a equipe que os acompanha entraram na reserva.


Ainda segundo a assessoria da Eletrobras, o mastozoólogo (especialista em mamíferos) Djalma Nóbrega e os ictiólogos (especialista em peixes) José Guimarães e Luiz Peixoto prestavam serviços a Concremat, empresa contratada pela Eletrobras.

O grupo munduruku é o mesmo que, em protesto contra os projetos de aproveitamento hídrico dos rios da região, só no último mês, ocupou por duas vezes o principal canteiro de obras da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, próximo a Altamira (PA).

(DOL, com informações da Agência Brasil)

Nenhum comentário:

Postar um comentário