sexta-feira, 24 de maio de 2013

"Catarino" escapa de linchamento ao ser transferido para o CRI



Já está recolhido ao Centro de Recuperação de Itaituba o empresário Adevir Regelim, conhecido por "Catarino". Ele é o principal acusado do duplo assassinato ocorrido no distrito de Moraes de Almeida, em que foram vítimas mãe e filha, a mulher e a sogra de "Catarino". A jovem de 20 anos foi alvejada com dois disparos de cartucheira calibre .12. A mãe dela recebeu uma descarga na região torácica. Os corpos foram trazidos para Itaituba, onde foram sepultados sob forte comoção dos familiares.
O casal (acima) vivia em crise. Cintia e a mãe não tiveram chance de defesa


"Catarino" teria sido apresentado acompanhado de um advogado na Seccional de Polícia, mas foi mantido incógnito em uma sala fechada, em uma estratégia montada pela polícia, que aguardava a decretação da prisão temporária do acusado, que já estava fora da condição de flagrante.

O mandado de prisão chegou agora há pouco e "Catarino" foi transferido para o CRI, mas, durante a transferência, por pouco ele não foi linchado. Familiares da jovem e da senhora mortas tentaram fazer justiça por conta própria. O acusado deverá voltar à presença do delegado para que seja dada sequência do procedimento. Enquanto isso, ele será mantido preso por um prazo de trinta dias prorrogável por mais trinta, segundo informou o escrivão Raimundo Carvalho Neto.
(Texto: Mauro Torres)

Nenhum comentário:

Postar um comentário