quarta-feira, 29 de maio de 2013

Agentes do Ibama são alvos de manifestação em Novo Progresso

Na tarde de terça feira (28), centenas de pessoas se concentraram na Av. Orival Prazeres, no centro de Novo Progresso, oeste do Pará, para um protesto pacífico contra as ações irresponsáveis e violentas com as quais os agentes do IBAMA vêm impondo o terror à população desta região da Amazônia. A BR 163 foi interditada durante o protesto.

Recentemente uma motocicleta foi incendiada em um assentamento. A última demonstração de vandalismo, irresponsabilidade, terrorismo e desrespeito com os trabalhadores, aconteceu na semana passada, quando ocupantes de um helicóptero do órgão fiscalizador, ao avistarem um caminhão na Vicinal da Guisa, localizada à margem direita da BR 163, próximo à comunidade de Riozinho das Arraias, neste município, desceram do mesmo e num ato de puro banditismo atearam fogo em um caminhão e uma motocicleta.



 


Além de uma grande quantidade de pessoas também se fizeram presentes várias autoridades, como o prefeito Osvaldo Romanholli, o vice Dr. Joviano, os vereadores Edemar Onetta, Nego do Bento, Luizão, João Garimpeiro e Magno, representantes do comércio e da indústria madeireira, representantes de entidades de classe, o vereador de Itaituba Biolchi, além do Sr. Isidro Setter, proprietário do caminhão incendiado na semana passada.


Todos que estavam no palanque montando no local, ao se pronunciarem para os presentes, demonstraram indignação com o que vem vem acontecendo há décadas, e disseram que todos sabem que agentes do IBAMA já promoveram vários atos desta natureza com trabalhadores, madeireiros e fazendeiros desta região, quando incendiaram sedes de propriedades rurais, tratores, caminhões, motocicletas e moto serras, destruíram estoques de alimentação, agrediram trabalhadores com facão, e chegaram até ao ponto de efetuarem disparos de arma de fogo em motorista.

Dr. Joviano, vice-prefeito, lembrou que, assim como todos, ele tem interesse que essa situação se normalize, uma vez que ele mesmo já sentiu na pele a ação do órgão, quando teve o seu rebanho, cerca de mil cabeças de gado, "saqueada" pelo IBAMA com alegação que estaria em terras ilegais. Lembrou também que havia recebido autorização do chefe anterior do órgão em Santarém para que o seu gado permanecesse em suas terras. Também que o seu gado, em uma operação espalhafatosa e sensacionalista, foi transportada para Itaituba, sem GTA (Guia de Transporte Animal) da ADEPARÁ, colocada em uma fazenda sem autorização do proprietário, uma parte vendida para frigorífico daquela cidade e outra trocada por gado de menor valor.

O vereador do vizinho município de Itaituba, Dirceu Biolchi, exigiu respeito por parte do governo federal, para o povo de uma região onde, para se viver, não se depende de bolsa família, bolsa isto ou bolsa aquilo. Aqui todos trabalham para sustentar suas família e dar uma vida dar uma vida digna para os seus filhos.

No ato, também foi lembrado que, os bens assaltantes, traficantes, assassinos e bandidos de toda natureza dos grandes centros do país, são preservados, enquanto que instrumentos de trabalhos dos trabalhadores desta região são incendiados, destruídos sem dó nem piedade, com os agentes do IBAMA agindo como se fossem bandidos legalizados.

O prefeito Osvaldo Romanholli defendeu os trabalhadores, disse que está do lado do povo de Novo Progresso, e que na próxima quarta feira estará viajando para Brasília, e na capital federal tomará todas as providências para que atos da natureza dos que estão acontecendo não se repita, e que todos voltem a trabalhar normalmente. Disse ainda que, ao ser informado que cem militares estariam vindo para dar apoio aos agentes do IBAMA neste município, pediu que mandassem também cem homens para agilizarem os processos para legalização de terras, que se encontram em tramitação há mais de duas décadas nos órgãos federais.

(Texto e Fotos Estado do Tapajós)

Nenhum comentário:

Postar um comentário