quarta-feira, 3 de abril de 2013

Mais de 23 mil disputam 670 vagas para a Polícia Civil do Pará



Um total de 23.666 pessoas participará do concurso para preenchimento de 670 vagas na Polícia Civil do Pará. A disputa será pelos cargos de delegado, escrivão, investigador e papiloscopista.  A prova objetiva de múltipla escolha, da primeira etapa, será aplicada no dia 5 de maio. Para os candidatos que prestarão o concurso para investigador, escrivão e papiloscopista, a prova será aplicada das 8h às 14h. Já os candidatos ao cargo de delegado de polícia farão suas provas das 14h às 18h.

Entre os inscritos, 10.260 concorrem as 150 vagas ofertadas para o cargo de delegado, o equivalente a 68,4 candidatos na disputa por uma vaga. O cargo de investigador é o segundo mais concorrido, com 6.839 inscritos brigando por 250 vagas, ou seja, 27,35 candidatos por vaga. Para escrivão, que também tem 250 vagas ofertadas, são 5.897 concorrentes, média de 23,58 candidatos por vaga.

O cargo de Delegado oferece remuneração inicial de R$ 8.387,59, somada ao abono de R$ 780,00 e ao auxílio alimentação de R$ 350,00, totalizando R$ 9.517,59. Este cargo exige formação em Direito. Os demais cargos exigem formação de nível superior em qualquer área e remuneram os concursados em início de carreira com R$ 3.377,69, valor que é acrescido de R$ 540,00 de abono e R$ 350,00 de auxílio alimentação, totalizando R$ 4.267,69. Valores em vigor desde o dia 1º de abril.

A primeira etapa será realizada sob a responsabilidade da Universidade do Estado do Pará (Uepa), que executará o certame e indicará a Banca Examinadora para elaboração e correção das provas, com o acompanhamento da Comissão do Concurso designada pela Portaria nº 0076/2013, abrangendo seis subfases: prova objetiva de múltipla escolha, de caráter eliminatório e classificatório; prova de capacitação física, de caráter eliminatório; exames médicos, de caráter eliminatório; exame psicológico, de caráter eliminatório; prova oral, de caráter eliminatório e classificatório e investigação criminal e social, de caráter eliminatório, sob a responsabilidade da Polícia Civil do Pará.


Os candidatos realizarão a prova objetiva de múltipla escolha em seis municípios do Estado do Pará: Altamira, Belém, Itaituba, Marabá, Redenção e Santarém. As demais subfases da 1ª etapa serão realizadas no município de Belém. A segunda etapa corresponde ao curso técnico profissional, de caráter eliminatório e classificatório, de responsabilidade da Polícia Civil do Estado do Pará, a ser realizado e ministrado pela Academia de Polícia Civil/IESP, em suas instalações no município de Marituba.

A Secretaria de Estado de Administração e a Polícia Civil reajustaram para o dia 5 de maio a data das provas objetivas dos certames C-169 e C-179 para evitar que ela coincidisse com o dia da realização do Exame da Ordem dos Advogados do Brasil, a ocorrer no dia 28 de abril, já que muitos candidatos ao concurso da PC também concorrem na prova da OAB.
(Polícia Civil/PA)

Nenhum comentário:

Postar um comentário