domingo, 24 de fevereiro de 2013

Fuga do presídio: polícia já prendeu cinco

Índio (camisa verde) e seu cunhado presos pelo GTO da PM 

Agora só restam dois, os bandidos de apelidos bizarros, Piroca e Seborréia. Por volta do meio dia de sábado dia 23, o Grupamento Tático da Policia Militar numa ação comandada pelo sargento João conseguiu prender Alisson Paigot Munduruku, que estava escondido na casa de parentes na Vila do Pimental.

O bandido índio é tido como de alta periculosidade pela Policia 
Alison que é da etnia Mundurucu foi preso junto com seu cunhado Anderson Vilhena Góes quando tentava empreender fuga em uma moto Honda Pop 100, placa NSW 0352. De acordo com o comandante da operação sargento João, essa foi a caçada mais difícil já que o Alisson estava tentando se infiltrando em uma aldeia indígena para dificultar o acesso da policia.
Apesar da mão de obra, índio não escapou ao cerco dos PMS 
  
Embora no ato da prisão tenha tentado livrar a cara do cunhado que está como cúmplice na fuga, a policia afirma que realmente Allison estava tendo apoio do cunhado na fuga, já que foram encontradas mensagens de celular que comprovam a cumplicidade, além de que o Índio Mundurucu que é tido como de alta periculosidade teria contratado seu cunhado por sessenta reais para ser conduzido de moto.  Índio   estava foragido depois  de empreender fuga da cadeia pública com mais seis elementos consideradas de alta periculosidade no submundo do crime.




Índio tentou escapar nessa moto Honda pop 100 
Com a prisão de “Índio” segundo o Grupamento Tático Operacional, da Policia militar só restam como foragidos os bandidos conhecidos por Seborréia e Piroca, que deverão ser presos em breve já que a policia tem pistas dos mesmos.
(Nazareno Santos)

Nenhum comentário:

Postar um comentário