quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Denúncias de tortura no CRI serão apuradas pela AL

Bordalo: "Até o momento, Segup não deu informações"

A comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Pará (Alepa) vai apurar in loco as denúncias de tortura aos presos do Centro de Recuperação Regional de Itaituba, que teriam sido espancados por policiais militares, após a fuga de sete detentos na semana passada.

Os familiares dos presos fizeram a denúncia e a Ordem dos Advogados do Brasil - Seção Pará pediu a destituição dos diretores do presídio. Amanhã, os deputados da comissão de Direitos Humanos da AL pretendem ouvir os presos e a direção do local, além de realizar audiência pública à tarde na Câmara Municipal, onde querem ouvir os depoimentos dos familiares dos presos, além de representantes de entidades locais.

O presidente da CDH da AL, deputado Carlos Bordalo, afirma que alguns deputados já solicitaram informações à Secretaria Estadual de Segurança Pública sobre as denúncias, mas não obtiveram resposta. Ele explica que será necessário verificar como estão as condições da estrutura do presídio e também as explicações da direção do órgão.

Além do presidente da comissão, a comitiva de parlamentares será composta pelo vice-presidente Augusto Pantoja (PPS), Ana Cunha (PSDB), Edmilson Rodrigues (Psol) e pelos que atuam na região, como Josefina Carmo (PMDB) e Nélio Aguiar (PMN), mas não integram a comissão. (Diário do Pará)

Nenhum comentário:

Postar um comentário